quinta-feira, 28 de junho de 2012

Salvador Romarinho


Ontem tivemos um típico jogo de La Bombonera, com um Boca Juniors faltoso e na raça a cada lance. Corinthians no decorrer do jogo foi ficando cada vez mais recuando, sentindo a pressão do jogo, principalmente no segundo tempo.

O Boca conseguiu seu objetivo na partida aos 30 minutos da segunda etapa, após um cruzamento, um gol chorado, no qual Chicão tirou a bola com a mão em cima da linha, mesmo assim no rebote Roncaglia chutou e o time argentino conseguiu seu gol.

 (Foto: Natacha Pisarenko/AP)

Aos 41 do segundo, quando nem o mais esperançoso corinthiano acreditava em um empate, pela própria performance do time no dia, Tite colocou Romarinho em campo, que mais uma vez fez a diferença. No primeiro toque na bola, encobriu o goleiro e colocou a bola no fundo da rede.

Para quem prestou atenção, a areia utilizada pelo Boca para esconder a falta de grama do campo fez com que o goleiro Órion escorregasse antes de chegar próximo ao jogador corinthiano.

 (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Agora a pressão será inversa, todo o Pacaembú apoiará o Corinthians a conseguir o inédito título da Libertadores. O Boca é um time experiente que normalmente não se intimida com essa pressão de ter de conseguir resultado fora de casa e provavelmente jogará nos contra-ataques, com certeza teremos mais um jogo emocionante.

Aos corinthianos que acham que será fácil, acredito que terão de esperar esses 90 minutos para comemorar. Acredito que semana que vem teremos um jogo muito disputado no primeiro tempo e fechado no segundo. Os dois times precisarão buscar o gol e será uma ótima partida para o torcedor de qualquer time assistir.

Meu palpite é que esta Libertadores será decidida nos pênaltis.