segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

As Eternas Gafes de Felipão


Como sempre o Felipão consegue dar alguma gafe em discursos. Desta vez, com todos os holofotes voltados para ele, como novo técnico da seleção brasileira e possível salvador para organizar um bom time para a Copa de 2014.

A vítima da vez foi o Banco do Brasil, concorrente do Itaú. Questionado sobre a pressão de ser técnico da Seleção em um momento como este, ele respondeu: "Se não tiver pressão para quem joga futebol, é melhor trabalhar no Banco do Brasil, ali na esquina, sentar no escritório e não fazer nada", disse Scolari.

Claro que o comentário gerou enorme repercussão e ele foi obrigado a retratar-, porém na própria retratação, acabou soando como propaganda do concorrente do patrocinador da Seleção (Itaú).

Gafes a parte, espero que ele consiga formar um time competitivo, que vença os clássicos do futebol mundial, pois sem isso fica impossível pensar em ser campeão.

Com a saída de Mano, Felipão assume esta responsabilidade.
Foto: Fernando Borges / Terra